Avec les danseurs de la compagnie THE CREW / Mauritânia / IFM – 2016.
Para a palavra diáspora não existe ainda um antônimo, acabei de procurar em vários dicionários, certamente porque essa ação exista pouco quando observado o deslocamento tangível. Porém o que percebi é que os gestos sabem muito bem o caminho de volta para casa. E além disso eles navegam através de um  território que é também invisível. O trabalho que fizemos nesta tarde em Nouakchott poderia se chamar ‘exercitar a exceção’.  Foi questão de recontextualizar a história e, para mim, a tarefa futura de rever meu texto. O que me traz entusiasmo é que apesar de tudo, nossa perspicácia continua aí, mais viva do que nunca.

 

CORPO FIRME; danças periféricas, gestos sagrados.

A diáspora negra forçada em direção às Américas durou cerca de 400 anos. Em outro terreno e sob a opressão do contexto, esta imensa massa humana em deslocamento teve a perspicácia de dançar. Compreender esse impacto oferece a oportunidade de viver de modo diferente as danças emergentes de zonas periféricas das cidades, ditas danças urbanas. A pesquisa coletiva sobre a adaptação, groove, improvisação e freestyle são a base desta prática. Dançar em roda, ativar pés, bacia e olhos são aqui percebidos como gestos sagrados, produtores de expansão em permanência.

CORPS ANCRÉ; danses périphériques , gestes sacrés.

La diaspora noire forcée vers les Amériques a perduré environ 400 ans. Sur un autre terrain et avec l’oppression du contexte, cet immense masse humaine en déplacement a eu la perspicacité de danser ensemble. Comprendre cet impact offres la possibilité de vivre autrement les danses issues des zones périphériques de métropoles, dites danses urbaines. La recherche collective autour de l’adaptation, groove, l’improvisation, freestyle sont la base de cette pratique. Danser en ronde, activer pieds, bassin et yeux sont ici perçus comme gestes sacrés, producteurs d’expansion en permanence.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s