com use o assento para flutuar, naiá e volmir.

neste fim de semana [17.07] a coreógrafa e intérprete naiá delion apresentou seu trabalho solo em turnê, em belo horizonte. use o assento para flutuar é uma criação em colaboração com volmir cordeiro: “…Eu e Naiá irrigamos de sujeira a…

Use_o_assento

neste fim de semana [17.07] a coreógrafa e intérprete naiá delion apresentou seu trabalho solo em turnê, em belo horizonte. 

use o assento para flutuar é uma criação em colaboração com volmir cordeiro:

“…Eu e Naiá irrigamos de sujeira a construção de Use o Assento para Flutuar.Abarrotamos nosso pátio de excrementos. Atamos parceria na composição de uma relação e tecemos o critério de adiar a pressa que nos obriga a fugir do excesso de sujeira. Sujeira que se carrega junto e que não se faz sem ela, que é via da criação. Montamos uma economia da serventia: o que temos desmontamos e não sabemos quando o que temos é sujo ou limpo. O que importa é ir ficando diante do desabamento, ou do fracasso, do desprazer, ou então do ruim…”

durante dois dias, além da apresentação, houve também uma oficina no espaço cultural ambiente,
participei de um dos dias e nela me atentei à palavra objeto, é engraçado isso, fizemos um exercício de resignificação de um dos objetos usados em cena, durante um tempo bem longo, bem longo, e foi muito interessante ver como cada pessoa se resolvia junto com aquele objeto, como não havia repetição, pelo contrário. na minha sensação de trabalhar sempre com as mesmas coisas, sobre as mesmas coisas, ou aproximadamente as mesmas, muitas horas me pergunto: que fixação é essa? não que eu tenha a resposta, mas um objeto de pesquisa é um objeto de pesquisa e isso me dá uma sensação de infinito.

tive o prazer de fazer tanto a produção local do espetáculo, quanto de registrar o trabalho em vídeo.

Autor: Ana Pi

Artiste chorégraphique et de l’image, chercheuse en danses urbaines, danseuse contemporaine et pédagogue. Ana Pi est diplômée de l’École de Danse de l’Université Fédérale de Bahia – Brésil, où elle étudie la pédagogie et la création en danse contemporaine. En 2009-10, elle étudie la danse et l’image au Centre Chorégraphique National de Montpellier – France, au sein de la formation EX.E.R.CE sous la direction de Mathilde Monnier. La circulation, le décalage, l’appartenance, la superposition, la mémoire, les couleurs, les actions ordinaires et le geste sont des matières vitales à sa pratique créative et pédagogique. Son travail s’inscrit principalement dans le cadre de collaborations avec d’autres artistes sur des projets de multiples natures et durées. Actuellement, elle est conférencière et performeuse sur le sujet des danses urbaines, sa démarche a été présentée aussi bien au Brésil, qu’en Europe et, plus récemment, en Afrique. Brasil / 1986 ⇔ France / 2016 Artista coreográfica e da imagem, pesquisadora das danças urbanas, dançarina contemporânea e pedagoga. Ana Pi é graduada pela Escola de Dança da Universidade Federal da Bahia – Brasil, em 2009/10 ela estuda a dança e a imagem no Centre Chorégraphique National de Montpellier – França, formação EX.E.R.CE, sob a direção de Mathilde Monnier. Trânsito, deslocamento, pertencimento, sobreposição, memória, cores, ações ordinárias e gesto são matérias vitais à sua prática criativa e pedagógica. Seu trabalho se apresenta principalmente no âmbito de colaborações com outras/os artistas em projetos de naturezas e durações diversas. Atualmente, ela palestra e performa sobre danças urbanas, suas apresentações foram realizadas tanto no Brasil, quanto na Europa e, mais recentemente, em África.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s