com café com pão, arte confusão.

Nessa quarta-feira fui convidada trabalhar com doze adolescentes que participam das atividades do projeto “café com pão, arte conFUSÃO”, também coordenado pela Daniela Guimarães. Eles trabalham num espaço super lindo e estruturado, uma an…

Nessa quarta-feira fui convidada à trabalhar com doze adolescentes que participam das atividades do projeto “café com pão, arte conFUSÃO”, também coordenado pela Daniela Guimarães. Eles trabalham num espaço super lindo e estruturado, uma antiga sede da Copasa [empresa de água em minas] que abrigou por alguns anos o Centro de Tradições Mineiras e que neste momento acolhe apenas atividades relacionadas à este projeto. Estes adolescentes participam de atividades como teatro, cultura popular, música, artes plásticas e dança, e foi de um grupo como este que surgiu a Cia. Ormeo.

Como eles habitam aquele espaço diariamente tive imediatamente o desejo de trabalhar com a “reinvenção dos caminhos”, reinvenção dos trajetos naquele espaço, dos movimentos no corpo, do corpo em grupo, dos sons daquele espaço, das ações feitas naquele espaço. Tratei estes assuntos de forma breve, no intuito de despertar neles esta curiosidade e para que estas questões sejam respondidas ao longo dos caminhos que eles traçam e traçarão neste espaço, nos outros trabalhos que eles fazem cotidianamente. Estas pistas foram trabalhadas através do corpo&imagem, entre dança&vídeo, gerando um vídeo curto, um exercício de um dia, uma reinvenção sensível do que é corriqueiro. 

Mapa_caf_com_po_finalCaf_com_po_espaoAgua_de_minasAdoscafSelfsolCafzinhosBaro_e_baronesa

 

 

Autor: Ana Pi

Artiste chorégraphique et de l’image, chercheuse en danses urbaines, danseuse contemporaine et pédagogue. Ana Pi est diplômée de l’École de Danse de l’Université Fédérale de Bahia – Brésil, où elle étudie la pédagogie et la création en danse contemporaine. En 2009-10, elle étudie la danse et l’image au Centre Chorégraphique National de Montpellier – France, au sein de la formation EX.E.R.CE sous la direction de Mathilde Monnier. La circulation, le décalage, l’appartenance, la superposition, la mémoire, les couleurs, les actions ordinaires et le geste sont des matières vitales à sa pratique créative et pédagogique. Son travail s’inscrit principalement dans le cadre de collaborations avec d’autres artistes sur des projets de multiples natures et durées. Actuellement, elle est conférencière et performeuse sur le sujet des danses urbaines, sa démarche a été présentée aussi bien au Brésil, qu’en Europe et, plus récemment, en Afrique. Brasil / 1986 ⇔ France / 2016 Artista coreográfica e da imagem, pesquisadora das danças urbanas, dançarina contemporânea e pedagoga. Ana Pi é graduada pela Escola de Dança da Universidade Federal da Bahia – Brasil, em 2009/10 ela estuda a dança e a imagem no Centre Chorégraphique National de Montpellier – França, formação EX.E.R.CE, sob a direção de Mathilde Monnier. Trânsito, deslocamento, pertencimento, sobreposição, memória, cores, ações ordinárias e gesto são matérias vitais à sua prática criativa e pedagógica. Seu trabalho se apresenta principalmente no âmbito de colaborações com outras/os artistas em projetos de naturezas e durações diversas. Atualmente, ela palestra e performa sobre danças urbanas, suas apresentações foram realizadas tanto no Brasil, quanto na Europa e, mais recentemente, em África.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s